domingo, 12 de maio de 2013

M   E   T   A   S

Há alguns anos, fiz um curso denominado Empretec, que é o curso de formação de empreendedores do Sebrae, patrocinado pela ONU e baseado em anos de pesquisa de uma equipe multidisciplinar de pesquisadores americanos empenhados em desvendar o que está por trás das empresas de sucesso e que, ao mesmo tempo, faz outras empresas terem uma vida curta. O ponto em comum, num caso o ponto positivo e no outro caso, o ponto negativo, é o estabelecimento de metas e, principalmente e mais importante, sua execução.
O pessoal do Sebrae desenvolve, no pessoal que passa pelo curso, normalmente empreendedores, o mesmo teste desenvolvido pela equipe americana citada acima. A conclusão é que o brasileiro, tem como principal ponto negativo, em seu arsenal de habilidades e competências  justamente o estabelecimento e execução de metas de curto e longo prazo de implantação, além de uma deficiência adicional em organização do trabalho.
De acordo com a equipe de pesquisadores americanos, a meta deve ser o guia principal dos negócios das empresas, que vivem num ambiente de incertezas e depende muito da qualidade das decisões adotadas pelos seus lideres.
Então, o que pude presenciar neste curso, é que você deve acordar com sua meta do dia em mente e dormir com elas integralmente cumpridas. Aliás neste curso, o que menos se fazia era dormir. Daí ficou um grande aprendizado sobre o efeito que as metas tem nos resultados e na vida da gente. Nossa mente fica acelerada e trabalhamos em outro ritmo, diferente das pessoas normais.
De acordo com o método desenvolvido pela equipe, uma meta deve ser SMART:
Specific, Mensurable, Attainable, Realistic e Time distributed.

O mais importante é que toda meta deve ser desafiadora, portanto, é importante saber dosar motivação.

Específica – Um objetivo específico tem uma chance muito maior de ser realizado do que uma meta geral. 
Para definir uma meta específica deve-se responder seis perguntas: 
* Quem: Quem está envolvido? 
* Qual: O que eu gostaria de realizar? 
* Onde: Identificar uma localização. 
* Quando: Estabelecer um calendário. 
* Quais: Identificar necessidades e limitações. 
* Por que: razões específicas, propósito ou os benefícios de se realizar a meta. 
Exemplo: A meta geral seria, "Entre em forma." Mas um objetivo específico diria, "Entre em uma academia e pratique 3 dias por semana."
Mensurável - Estabelecer critérios concretos para medir o progresso em direção à realização de cada meta que você definiu. Quando você mede o seu progresso, você fica no caminho certo. Alcançar a sua meta nas datas é experimentar a alegria da conquista que direciona você a dar continuidade ao esforço necessário para atingir sua meta. 
Para determinar se o seu objetivo é mensurável, faça perguntas como: 
* Quanto? 
* Quantos? 
* Como vou saber quando estará cumprida?
Atingível - Quando identificar objetivos que sejam mais importantes para você, você começa a descobrir maneiras de torná-los realidade. Você desenvolve as atitudes, capacidades, habilidades e capacidade financeira para os alcançar. Começará a ver que anteriormente estava negligenciado oportunidades para se aproximar da concretização de suas metas. 
Você pode atingir mais rápido qualquer objetivo que tenha estipulado, quando planeja seus passos com sabedoria e estabelece um calendário que permite a você executar essas etapas. Metas que pareciam longe e fora do alcance, eventualmente se aproximam e se tornam viáveis, não porque os seus objetivos encolheram, mas porque você cresceu e expandiu para corresponder-lhes. Quando lista suas metas, você constrói sua auto-imagem. Você se vê como merecedor de tais objetivos, e desenvolve as características e personalidades que permitem que você os realize.
Realistas - Para ser realista, uma meta deve representar um objetivo para o qual ambos estão dispostos e aptos a trabalhar. Uma meta pode ser alta e realista. Você é o único que pode decidir quão alto deve ser o seu objetivo. Mas não se esqueça que cada meta representa um progresso substancial. Uma grande meta é freqüentemente mais fácil de alcançar do que uma baixa, porque uma meta baixa exerce força motivacional baixa, ao contrário da alta. Alguns dos trabalhos mais difíceis algumas vezes parecem realmente fáceis, simplesmente porque eram um trabalho de amor. 
Seu objetivo é provavelmente realista, se você realmente acredita que ele possa ser realizado. Outras maneiras de saber se o seu objetivo é realista é de determinar se você tem algo de semelhante realizado no passado ou perguntar que condições deveriam existir, para realizá-lo.
Tempo - A meta deve ser fundamentada dentro de um período de tempo. Sem qualquer tempo vinculado a ela não há nenhuma sensação de urgência. Se você quiser emagrecer 10 quilos, quando você quer estar nesse peso? "Um dia" não vai funcionar. Mas se você inseri-la dentro de um prazo, digamos, “primeiro de maio“, depois que você programar o seu inconsciente ele entra em movimento para começar a trabalhar sobre a meta. 
A meta é tangível quando você pode experimentá-la com um dos sentidos, ou seja, sabor, tato, olfato, visão ou audição. Quando o objetivo é tangível, você tem uma chance melhor de fazer isso e, portanto, será específico, mensurável e atingível.

Joseval Estigaribia
Postar um comentário