sábado, 17 de agosto de 2013

A umidade do planeta Terra e o aquecimento global

Autoras: Susan Osborne e Rebecca Lindsey
A atmosfera da Terra inclui bilhões de bilhões de litros de água na forma de vapor: de fato, o vapor de água é o gás doméstico de maior abundancia na Terra. Como o enchimento de um travesseiro, o vapor de água absorve o calor radiante do sol, emanado pela superfície da terra. Quando a água evapora dos oceanos, rios ou vegetais, ela resfria a superfície terrestre. Ao condensar nas nuvens ou na forma de chuva, ela devolve calor para dentro da atmosfera. Como resultado, o volume do vapor de água - a chamada umidade específica - tem um papel chave no ajuste da temperatura da superfície da Terra.

Condições em 2012
A umidade específica média sobre o continente e oceanos foi maior que a média dos ultimos anos, mas não bateu o record de 2011. Apesar da média global de 2011 ter sido a maior, um bolsão de ar quente invadiu os Estados Unidos e o meio-oeste da África durante todo o ano. Mas para a maioria  dos oceanos, o quadro da umidade especifica permaneceu igual ao de 2011.


Fonte: Mapa do NOAA por Dan Pisut, Laboratório de visualização do meio ambiente
A umidade especifica em 2012, comparada com a média entre 1981 e 2010, com base nos dados da ERA - dados de reanálise do interim. A coloração azul mostra locais onde a umidade foi maior que a média, incluindo o leste dos Estados Unidos e Canadá, O semiárido do Saara no oeste da África e o sudeste da Ásia. A coloração acastanhada mostra locais onde a umidade foi menor que a média, incluindo as áreas centrais e meio-oeste dos Estados Unidos, Brasil e o leste do semiárido do Saara e boa parte da Austrália.

Mudança através dos tempos

Enquanto a umidade específica ano a ano  flutuou enormemente, cientista tem observado nas medições um significante aumento na umidade específica sobre a superfície da Terra, que é consistente com a tendencia de aquecimento ao longo do tempo na temperatura da superfície do planeta Terra. Desde 1973, nosso planeta está se tornando mais umido em cerca de 0,1 gramas de vapor de água por quilograma de ar por decada.

graph of land and ocean humidity anomalies
A umidade específica desde 1971 comparado com a média 1979-2003 (linha tracejada) sobre o continente (linha marrom) e sobre o oceano (linha azul). A terra tem se tornado mais umida nas décadas recentes, com base nas observações diretas realizadas desde 1970. Gráfico adaptado da figura 2.10 no relátório de 2012 sobre o estado do clima da BAMS.

Referencias

Willett, K. M., D. I. Berry, and A. Simmons: 2013: [Hydrological cycle] Surface humidity [in “State of the Climate in 2012”]. Bull. Amer. Meteor. Soc., 94 (8), S11–S12.
Willett, K. M., et al.  (2013). HadISDH: an updateable land surface specific humidity product for climate monitoring. Climate of the Past, 9(2), 657–677. doi:10.5194/cp-9-657-2013
Simmons, A. J., K. M. Willett, P. D. Jones, P. W. Thorne, and D. P. Dee, 2010: Low-frequency variations in surface atmospheric humidity, temperature and precipitation: Inferences from reanalyses and monthly gridded observational datasets. J. Geophys. Res., 115, D01110, doi:10.1029/2009JD012442.
Fonte: NOAA
Tradução: Joseval Estigaribia
Postar um comentário